quarta-feira, 23 de julho de 2014



Um decreto golpista do PT





A política de nosso país está cada vez mais decadente, sobretudo, os políticos do PT que governa nosso Brasil. Se não bastassem o Foro de São Paulo, que induz as militâncias de esquerda e revolucionarias das Américas, a luta armada, desordem social e querer transformar o Brasil em uma republica cubana. Guerrilheiros de toda espécies de facções armadas e ligadas a membros dos países comunistas tentam manipular informações e se perpetuar no poder. A transformação social não pode acontecer com conceitos chavistas e bolivarianos.

Com as novas eleições presidenciais e do parlamento brasileiro, o PT e seus aliados, sobretudo, os condenados e presos nos esquema de corrupção do mensalão petista, voltam a atacar a democracia com decretos e medidas que negativa a imagem do Brasil e põem a democracia brasileira em cheque. Dilma e seus parceiros das guerrilhas dos roubos e assassinatos durante o regime militar do Brasil tentam se organizar para mudar radicalmente nossa ordem e progresso.

Com o decreto 8.243/2014, que é golpista e bolivariano, quer unir os movimentos esquerdistas ligados ao PT e todas as esquerdas do Brasil, para participem da implantação da Política Nacional de Participação Social (PNPS) e do Sistema Nacional de Participação Social (SNPS), prevendo a criação de “conselhos populares” formados por integrantes de “movimentos sociais” que poderão opinar sobre os rumos de órgãos e entidades do governo federal, com efeito, na econômica, na área social e moral do país: um verdadeiro assassinato social.

Diante das descrença da população com os caminhos traçados pelo PT, a cada dia Dilma cai nas pesquisas de intenções de votos, deixando a cúpula dos metralhas apavorados. Para se manter no poder eles, O PT, usarão de toadas as artimanhas. Agora, vem com uma denuncia infundada que Aécio Neves usou dinheiro publico em terras privadas. Ate o final das eleições eles jogaram sujo e se preciso for, muitos crimes poderão acontecer: em matéria de assassinatos políticos e baderna urbana, os PeTralhas são PHD.

O ministro Gilmar Mendes, do STF, discorre de forma clara o que vem ser esse decreto de Dilma e do PT. Segundo o ministro, os conselhos populares abrem espaços para dúvidas: e a representatividade daqueles que serão eleitos para o parlamento?

“À medida que essas pessoas vão ter acesso a órgãos de deliberação, surge à dúvida de como vão ser cooptados, como vão ser selecionados. Se falamos de movimentos sociais, o que é isso? Como a sociedade civil vai se organizar? O grande afetado em termos de legitimidade de imediato é o Congresso”.

Dentro dessa linha do ministro Gilmar Mendes, do STF, os parlamentares serão meros espectadores das leis empurradas pelos ditos “movimentos populares”, em fim, os petralhas conseguiram se perpetuar no poder em uma ditadura brasileira. Você deseja que a ordem e progresso sejam substituídos pela foice e o martelo? Se não, diga não a essa gangue vermelha nefasta.


Jornalista Elias Barbozza


2 comentários:

  1. Estão fazendo tudo da forma a deixar o povo sem liberdade, eles no poder e não haverá formas de reverter o quadro.
    Existe apenas uma forma: impedir antes que aconteça.

    ResponderExcluir
  2. Ela quer transformar o Brasil em uma Cuba um Venezuela mais não vamos deixar,
    Não Vamos Desistir do Brasil..

    ResponderExcluir